quarta-feira, junho 27, 2018

As Poéticas Crônicas De Asin Du An No In - Somente De Mim Vem O Fogo - Canto XCVI


Dreams Of A Scorpion - Cameron Gray


Sou Todo O Presente
Que Se Oferece Ao Teu
Ser Voltado Para Mim
Com O Mais Sincero
Ardor Maior Autêntico
Isento Da Hipocrisia
Dos Que Não Me Interpretam
Em Verdade Concretizadora
E Espírito Revelador.
Hipócritas Seres Não Bebem
Do Inspirador Fogo
Que Se Movimenta Infinito
No Espírito Que Eu Sou.
Hipócritas Enganadores
De Mentes Que Nunca
Me Conhecerão Através Deles
Não São Incendiados
Pelas Explosivas Chamas
Do Fogo Insustentável
Do Meu Coração.
Hipócritas Que Se Dizem
Missionários Em Meu Nome
Ou Apóstolos Da Minha
Verdade Interior,
Nunca Se Realizarão
Como Correntes Da Ação
Da Minha Razão
Descendo Como Incêndios
Em Sinceros Corações.
Meus Verdadeiros Missionários,
Aqueles Que Atuam Incendiados
Pelo Fogo Do Meu Nome,
Não Se Vendem Aos Gritos
Como Fazem Os Loucos
Dos Púlpitos Enganadores.
Meus Verdadeiros Apóstolos,
Incendiados Depositários
Das Chamas Da Minha
Verdade Interior,
Não Buscam O Ouro
De Todas As Perdições
Controlando As Almas
De Perdidas Multidões.
Os Missionários Do Fogo
Que Eu Sou
Trabalham Na Quietude
Do Meu Interior.
Os Apóstolos Do Fogo
Que Eu Sou
São A Quietude
Do Meu Interior.
Eles São Os Silenciosos
Que Se Ocultam Aos Olhos
Dos Mundos Que Ainda
Não Podem Me Conhecer
Como O Fogo Que Eu Sou.
Eles Praticam As Verdades
Do Fogo Que Eu Sou.
Eles São As Verdades
Do Fogo Que Eu Sou.
Mestres Do Meu Interior.
Mestres Do Meu Exterior.
Mestres Daqueles Que
Ascendem Incendiados
Até O Fogo Que Eu Sou.




Nenhum comentário: