sexta-feira, março 09, 2018

As Poéticas Crônicas De Asin Du An No In - Somente De Mim Vem O Fogo - Canto LXXXIX


As Romance Dreams Fly - Cameron Gray


Vibrando Ao Cantar
Das Altas Coroas
De Todos Os Mundos,
Acendo A Chama
Que Pelo Kosmos
Que Eu Sou
Há De Se Perpetuar.
Vibrando Ao Cantar
Das Altas Visões
De Todas As Estrelas,
Acendo A Chama
Que Pelo Kosmos
Que Eu Sou
Há De Se Interiorizar.
Vibrando Ao Cantar
Das Altas Vestes
De Todas As Galáxias,
Acendo A Chama
Que Pelo Kosmos
Que Eu Sou
Há De Se Expandir.
Vibrando Ao Cantar
Das Altas Virtudes
De Todos Os Universos,
Acendo A Chama
Que Pelo Kosmos
Que Eu Sou
Há De Se Traduzir.
Vibrando Ao Cantar
Das Altas Presenças
De Toda A Criação,
Acendo A Chama
Que Pelo Kosmos
Que Eu Sou
Há De Se Irradiar.
Eu Vibro No Fogo
Que Eu Sou
Como A Imanifestada
Imagem Perfeita
Dos Verdadeiros Mundos,
Das Verdadeiras Estrelas,
Das Verdadeiras Galáxias,
Dos Verdadeiros Universos,
Da Criação Toda
Na Qual Tudo
Que De Mim Se Manifesta
É Por Mim Espelhado
E Por Mim Refletido.
Eu Sou O Reflexo
De Todos Os Reflexos
Pulsantes Nas Chamas
Que Acendo.
Eu Sou O Espelho
De Todos Os Espelhos
Respirantes Nas Chamas
Que Acendo.
Pulso,
Respiro
E Vibro
Como O Fogo
Que Em Ti
Acendo.