quinta-feira, novembro 03, 2016

As Poéticas Crônicas De Asin Du An No In - Somente De Mim Vem O Fogo - Canto LV


Transcension - Cameron Gray


Escute O Ressoar
De Toda
A Minha Voz
No Interior
Do Alvorecer
De Teu Despertar.
Despertar A Quebrar
Cada Onda Distante
Do Grande Mar
Da Riqueza Que É
O Teu Existir.
Despertar A Convocar
A Interna Magia
De Tua Transformação
Ao Jogar-Se No Fogo
Que Arde Em Ti.
Despertar A Erguer
O Arco Do Teu Querer
Com As Flechas
Que Tu Apontarás
Para O Grande Ser
Todo Ardente
Em Tua Vontade
De Querer Ser Mais.
Despertar Como
O Gigante De Fogo
Que Opera O Surgir
Da Tua Verdade
Maior.
Despertar Como
O Próprio Fogo
Que Rompe Toda
A Vestimenta
Da Improdutividade
Do Não-Ser.
Despertar Entre
As Templárias Colunas
Do Teu Grande Eu
Cujo Eco
Eu Sou.
Despertar
Como Eu Desperto
Repleto De Fulgor
E Furor.
Despertar
Como Eu Desperto
Alimentando A Criação
Com A Manifestação
Do Fogo
Que Eu Sou.
Despertar Eterno,
Despertar Agora,
Agora No Caminho
Onde Vossos Pés
Em Chamas
Estão A Guiar-Te.
Despertar
E Chamar Meu Nome
De Dentro Da Fogueira
Da Tua Nova Realidade.




Nenhum comentário: