segunda-feira, setembro 07, 2015

As Poéticas Crônicas De Asin Du An No In - Somente De Mim Vem O Fogo - Canto XL





Na Alma Em Chamas,
Eu Estou Navegante
Em Cada Elemento,
Aumentando O Incêndio.
Nas Chamas 
De Uma Alma Em Mim
Navegante,
Me Torno Presente
Como O Maior Incinerador
Atuante.
Vibro Incendiando
Incendiários Seres
De Incendiária Alma,
Almas Evoluindo,
Almas Revolucionárias
Que Transitam Entre
Os Mundos Dentro
E Fora De Mim.
Acendem Tais Almas
Sagradas Chamas 
Tão Altas,
Tão Dignas Do Fogo
Que Eu Sou,
Que Chegam A Tocar
Nas Vestimentas Ocultas
Da Eternidade.
Os Fátuos Guias De Povos
E De Raças,
De Orbes Planetários
E Universais,
São Tais Almas
Que Ardem No Interior
Do Fogo Que Eu Sou.
São Os Guias Do Valor
Dos Nomes Narradores
Do Verbo Que Eu Sou.
São Os Guias Do Saber
Das Verdades Atuantes
No Verso Que Eu Sou.
São Os Guias Das Ondas
Dos Oceanos Transeuntes
No Único Oceano Que Eu Sou.
São Os Guias,
Os Arautos Do Fogo
Que Eu Sou,
Para Todos Aqueles Que
Incendiados São
Pelo Meu Ardor.
São Filhos Meus Ardentes
E Ardorosos,
Campeões Vitais
Pelo Infinito Do Fogo
Que Eu Sou.
Filhos Ascendendo A Mim.
Filhos Escutando Minha Voz.
Filhos Transmitindo Meu Fogo.
O Fogo Que Guia.
O Fogo Que Transborda.
O Fogo Que Gira.
O Fogo Que Afoga Libertando.

Nenhum comentário: