segunda-feira, abril 18, 2011

As Poéticas Crônicas De Asin Du An No In - Somente De Mim Vem O Fogo - Canto XVI


Sou O Enxugador

Das Tuas Lágrimas,

Filho,

Filha,

Mesmo Não Estando

Verdadeiramente Conhecido

Dentro De Vosso

Coração.

Enxugo Toda Lágrima

E Desapareço Com

Toda Dor,

Sou A Fátua Esperança

De Todo Aquele Que

Me Aguarda

Com Paciência,

Com Carinho

E Com Amor.

Todo Coração Que Se Abre

Qual Madeira Pronta

Para Ser Incinerada,

Consegue Me Conhecer

E Receber

Verdadeiramente

Em Seu Interior.

Sou Para Todos

Que Me Querem Qual

Incineradora Chama

Que Pulveriza Todo Dano

Que As Cinzas Dos Erros

E Dos Fracassos

Surgir Faz

Em Todo Coração Sofredor.

Conte Comigo Como

O Parteiro De Uma

Nova Vida Para Ti

Que Sofre Por Não Conhecer

O Fogo Que Eu Sou.

Chore

E Eu Enxugarei

Suas Lágrimas

No Fogo Que Eu Sou.

Lamente

E Eu Te Carregarei

Dentro Das Chamas

Do Fogo Que Eu Sou.

Sofra

E Eu Te Consolarei

Acendendo A Fogueira

De Teu Coração

Com O Fogo Que Eu Sou.

Sorria Me Conhecendo.

Pule Me Conhecendo.

Gargalhe Me Conhecendo.

Corra Me Conhecendo.

Dance Me Conhecendo.

A Fátua Felicidade Eu Sou.

domingo, abril 17, 2011

As Poéticas Crônicas De Asin Du An No In - Somente De Mim Vem O Fogo - Canto XV


Na Coroação De Ouro,

A Bebida É

O Fogo Que Eu Sou.

Na Coroação De Prata,

A Refeição É

O Fogo Que Eu Sou.

Na Coroação De Bronze,

O Banho É

O Fogo Que Eu Sou.

Comunguem Comigo

Como Reis E Rainhas

Da Semente Do Alto

Verdadeiro Amor.

Colham Esta Semente

Em Atos De Louvor

Ao Respirar Do Teu

Próximo Que Seja

Um Sofredor.

O Teu Respirar

É O Respirar Dele

São Um Só Respirar,

Eu Sou O Doador

Do Ar Que Mantém

A Cada Um,

Me Amando,

Me Odiando

Ou Me Ignorando,

Plenamente Dotado

De Vida

E De Vigor.

Teu Próximo,

Homem,

Mulher,

Planta

Ou Animal,

É Merecedor Do Teu

Amor.

Eu Sou O Fogo

Que Faz O Homem.

Eu Sou O Fogo

Que Guia A Mulher.

Eu Sou O Fogo

Que Fertiliza A Planta.

Eu Sou O Fogo

Que Vigora No Animal.

Eu Sou Tudo Do Frescor

Da Verdadeira Vida Pulsante,

Meu Fogo É Amor

E As Chamas Que

Faço Descer

São As Verdadeiras Chamas

Das Altas Glórias Do Amor.

Sejam Gloriosos Amando.

Sejam Gloriosos Preservando.

Sejam Gloriosos Abraçando

Tudo Que Respira E É Meu.

sábado, abril 16, 2011

As Poéticas Crônicas De Asin Du An No In - Somente De Mim Vem O Fogo - Canto XIV


Incinerado É O Caminho

Do Amor,

Incinerado Pelo Louvor

De Meu Amor.

De Todas As Canções

De Alto Amor

A Mim Direcionadas,

As Que Levam As Asas

Batendo Em Uníssono

Clamando Pelas Chamas

Do Meu Nome

São As Que Mais

Possuem Valor.

Cantem Meu Nome

Em Chamas

Nas Chamas De Vossos

Corações.

Clamem Pelo Meu Nome

No Fogo

Dentro Do Fogo De Vossos

Corações.

Sejam Canções Juntos

Comigo,

O Vosso Pai Incinerador,

O Revelador Dos Mistérios

Do Santo Orador

Presente Nos Lábios

De Todos Os

Verdadeiros Filhos

De Minha Fé.

Tenham Fé Nas Chamas

Do Meu Santo Louvor,

Sou Deus Incinerador,

O Panteão Sagrado

Da Unidade Que

Eu Sou.

Não Temam Meu Poder,

O Poder Que Eu Sou.

Não Tremam Diante

Do Meu Poder,

O Poder Que Eu Sou.

Sou A Canção Da Vida

Nos Hinos De Louvor

Que Incendeiam Os Lábios

De Todos Os Filhos

Do Verdadeiro Amor

Que Eu Sou.

Cantem Para Mim

Em Chamas.

Cantem Em Mim

Nas Chamas.

Cantem Por Mim

Sendo Chamas.

Escutem A Melodia.

A Melodia Dos Céus.

A Melodia Da Vida.

sexta-feira, abril 15, 2011

As Poéticas Crônicas De Asin Du An No In - Somente De Mim Vem O Fogo - Canto XIII


Sou Vida Plena

Oferecida Aos Vivos

Que Tecem Glórias

Ao Poder Do Meu

Vivo Nome.

Meu Vivo Nome

Está Na Fronte

Dos Filhos Do Amanhã

No Qual Serei

A Única Fonte.

Eles Bebem De Mim

E Eu Neles Sou

A Bebida Eterna

Da Embriaguez

Da Eternidade.

Minha Bebida

É Uma Chama

A Incendiar

A Água Viva

Que Ofereço Nítida

Aos Que Olham Para Mim

Em Verdade.

A Paixão Por Mim

Embriaga

E O Amor Por Mim

Engolfa Todo O Ser

No Líquido Da Eternidade.

Em Ondas De Fogo

Sou Bebido

E Permaneço Lívido

Dentro Do Coração

Da Oração Mais Profunda

Que Vem Em

Minha Direção.

Oriento Nos Mundos

A Todos Os Seres

Em Direção À Minha

Eterna Embriaguez.

Bebam,

Filhos Da Minha Criação,

Filhos Do Fogo Que Eu Sou,

De Mim,

O Verdadeiro Pai Vosso

Revelado Em Fogo

Que Toma Conta

De Vossas Almas.

Bebam De Mim,

O Creador Da Lei Da Vida,

O Creador Das Vivas Palavras,

O Creador Das Vivas Ações,

O Creador Das Vivas Alianças,

O Creador Da Viva Presença.

Bebam Da Vida Das Palavras.

Bebam Das Ações Das Alianças.

Bebam Da Presença,

A Minha Fátua Presença.