sábado, novembro 28, 2009

As Poéticas Crônicas De Asin Du An No In - O Anjo Inominável Do Amor - Canto XVII


Estrelas Do Amar

No Grande Mar,

O Anjo

Risca

Em Vossas Páginas

O Nome

Do Verdadeiro Criador

Que Arde Nas Frontes

Dos Altos Filhos

Do Alto Amor!

Estrelas Do Amar

No Grande Mar,

O Anjo

Risca

Em Vossas Páginas

Todo Ato

De Criação

A Ondular

Do Verdadeiro Criador

Revelado No Nascer

E No Transformar

Dos Dias

E Das Noites,

Do Sol

E Do Luar!

Estrelas Do Amar

No Grande Mar,

O Anjo

Risca

Em Vossas Páginas

O Sopro Moldador

Dos Firmamentos

Das Auroras

E Dos Crepúsculos

De Todos

Os Mundos

E De Todos

Os Rumos

Do Verdadeiro Criador

Presente Nas Estrelas

Do Interior

Dos Seres!

O Anjo,

Com Amor,

O Amor Das Estrelas

Do Amor,

avisa que

O Verdadeiro Deus

É Uma

Infinita

Estrela

No Interior

De Todos

Os Seres,

No Interior

De Todas

As Coisas!

O Anjo,

Brilhando Junto

No Âmago Profundo

Da Una Estrela

Do Pai E Mãe

Da Criação,

avisa que

Este Mesmo

Pai,

Esta Mesma

Mãe,

É

O Verdadeiro Deus,

É

O Verdadeiro Criador,

É

Essência,

É

Estrela,

É

Amor!

O Anjo,

Brilhante

Na Inominável

Estrela Do Amor,

Avisa que toda

mais bela visão

oriunda da Flor

que gira ativada

pelo coração,

toda mais bela visão

do Um

Que É Tudo,

do Um

Que É Todos,

do Um

Que É O Todo,

Forma A

Una Estrela

Que Infinita Brilha

Apenas Sendo

Amor,

Amor,

Amor,

Amor,

Amor,

Amor,

Amor,

Amor,

Amor!

As Grandes Jarras

Da Senhora Das Estrelas

Do Amar

Derramando Todo

O Amor

Do Oceano Estelar!

E Todas As

Altas Amorosas

Estelares Ondas

Apontam Para

Os Filhos Do Bem

Que O Anjo,

Sacudindo Estrelas,

Amorosamente Envolve

No Tecido Do Luar

No Dia

E Na Noite

Da Criação!








Nenhum comentário: