sexta-feira, novembro 27, 2009

As Poéticas Crônicas De Asin Du An No In - O Anjo Inominável Do Amor - Canto XVI


A Alta Torre

ergue-se

soberanamente

amparada no

Infinito.

A cada andar

Dela,

em cada molécula

de Sua Forma,

executa-se um

Movimento,

O

Uno Movimento.

Infinitamente,

Anjos estão perfilados

pelos andares,

perfilados na

Una Oração

Da Perfectibilidade.

Silêncio,

Silêncio,

Silêncio,

Silêncio,

Silêncio,

Silêncio,

Silêncio,

Silêncio,

Silêncio,

Silêncio

Na Consciência

Da Unidade...

Alto Silêncio,

Alto Silêncio,

Alto Silêncio,

Alto Silêncio,

Alto Silêncio,

Alto Silêncio,

Alto Silêncio,

Alto Silêncio,

Alto Silêncio

Consciente

Na Unidade...

Dança Sublime

vai serpenteando

em risos d'amor

pela Alta Torre,

O Anjo Inominável

Do Amor

Canta Alto,

O Anjo Inominável

Do Amor

Dança Alto,

O Raio Inominável

Do Amor

Atinge

A Alta Torre,

Cai,

Cai,

Cai

A Mentira

Da Materialidade,

Sobre As Consciências

Dos Libertos

Eleva-Se,

Eleva-Se,

Eleva-Se

A Una

Consciência

Da Una

Verdade!

Libertos atingem

Seus Raios

De Verdades,

Inominavelmente

Nascem

Novos Raios!

Os Libertos,

Ah,

Os Libertos,

Pelo Grande Espírito

Da Verdade,

A Una Verdade,

Dançam E Cantam,

Cantam E Dançam,

Com O

Anjo Inominávwel

Do Amor

em redor,

pelos arredores,

dentro,

sempre dentro,

da

Alta Torre,

da

Torre Da Unidade!

Libertos,

Os

Libertos,

Ah,

Os Libertos,

No Hino Do Raio

Do Amor,

Tocando O Sino

Da Eterna Religião

Do Amor,

Pela Caridade,

A Mais Alta Forma

Do Amor,

Ao Lado Do Anjo

Que É

Essencialmente

Amor,

Lançando,

Lançando,

Lançando

Raios Conscientes

De Una Verdade

Na Una Verdade

Aos Que Também

Se Libertarão

Para Juntos Estarem

Com Eles

Na Vestimenta

Da Alta Torre

Em Infinita

Ação!

Infinito Raio

De Amor

A Cair!

Infinito Raio

De Amor

A Sair!

Infinito Raio

De Amor

A Ficar!

E A Temperança

Das Coisas Amantes

Do Uno Amor

Derramando Do Seu

Amoroso Jarro

O Oceano

De Infinito Mar

Do Amar

Presente Nas Estrelas

Do Grande Mar!







Um comentário:

Cria disse...

Vou tentar te ler aqui, também, poeta, mas ... como você mesmo disse, são inúmeros blogs ... Muito bom estar aqui ! Meu carinho.
(vou tentar participar ali dos forumeiros, sempre acabo deixando pra ler depois e nunca faço ... vamos ver nesta semana se consigo me cadastrar e adentrar !)