quarta-feira, outubro 10, 2007

Da Inominabilidade - Parte LXXIX


- Visitante Responsabilidade, A Máxima Da Inominabilidade Diante Dos Panoramas Todos Das Exatas Verdades. Exatas Verdades Ao Calor Dos Sóis Das Nossas Visitas A Nós Mesmos. Como Inomináveis, Como Essencialistas Conhecedores E Buscadores Do Inominável Ser De Todas As Coisas, Temos A Inominável Obrigação De Sermos Visitantes De Nós Mesmos Nas Trevas Inomináveis Onde Repousamos Nossa Existencialidade. Muito já se disse, Irmãos Existenciais Inomináveis, sobre O Ser Das Trevas Nomeáveis e O Ser Das Trevas Inomináveis entre os humanos; alguns destes erraram, poucos destes acertaram, todos, no entanto, Denominaram As Trevas Nomeáveis Como As Irmãs Das Trevas Inomináveis. Muito já se disse, Irmãos Existenciais Inomináveis, mas apenas estas palavras de Helena Petrovna Blavatsky são essencialmente a referência mais clara acerca do Inominável Desconhecido Que Permanece Nas Trevas Para Que As Luzes Sejam Encontradas:


"O Ser a que nos referimos - e que deve permanecer inominado - é a Árvore de que se ramificaram, nas eras subseqüentes, todos os grandes Sábios e Hierofantes historicamente conhecidos: o Rishi Kapila, Hermes, Enoch, Orfeu, etc. Como homem objetivo, é o misterioso Personagem (sempre invisível aos profanos, posto que sempre presente) de que tanto falam as lendas do Oriente, e especialmente os Ocultistas e os estudantes da Ciência Sagrada. Ele muda de forma, e não obstante permanece sempre o mesmo. É Ele quem possui a autoridade espiritual sobre os Adeptos iniciados do mundo inteiro. É, como já dissemos, o 'Inominado'; muito embora sejam muitas as denominações que possui, o seu nome e a sua natureza são desconhecidos. É o 'Iniciador', chamado o 'Grande Sacrifício', pois, sentado no Umbral da Luz, Ele a contempla de dentro do Círculo Das Trevas, que não quer transpor; nem deixará o seu posto senão no último Dia deste Ciclo de Vida. Por que permanece o Vigilante Solitário no posto que escolheu? Por que se senta Ele junto à Fonte Da Sabedoria Primeva, da qual Ele não mais bebe, pois nada há a aprender que Ele não conheça - sim, tanto na Terra como no Céu? É porque os solitários Peregrinos cujos pés sangram em seu regresso para o Lar jamais estão seguros, até o último instante, de não errar o caminho neste deserto em limites de Ilusão e Matéria, chamado Vida Terrestre. É porque Ele deseja mostrar, a cada um dos prisioneiros que conseguiram libertar-se dos laços da carne e da ilusão, o caminho que conduz àquela região de liberdade e de luz, da qual se exilou voluntariamente. É porque, em suma, Ele se sacrificou pelo bem da Humanidade, ainda que só um pequeno número de eleitos possa aproveitar-se do Grande Sacrifício.

É sob a direção silenciosa desse Maha-Guru que, desde o despertar da consciência humana, todos os outros menos divinos Instrutores e Mestres da Humanidade se tornaram os guias da Humanidade primitiva. Graças a estes 'Filhos de Deus', as raças humanas receberam, em sua infância, as primeiras noções de arte, ciência e conhecimento espiritual. E foram Eles que assentaram as pedras fundamentais daquelas antigas civilizações, que tanto surpreendem e confundem as modernas gerações de sábios e pesquisadores."


Uma Definição Não-Definidora Do Inominável Desconhecido Que Somos, Irmãos Existenciais Inomináveis, saida dos lábios de uma das maiores Encarnações Materiais do nosso Alto Irmão Espiritual Mestre Vajra. Assim É O Inominável Desconhecido, Sentado No Umbral Da Luz, Mas Aceitando Permanecer Nas Trevas Para Que Todo Verdadeiro Eleito Por Ele Possa Encontrar Toda Verdadeira Luz. O Inominável Desconhecido, Presente Em Toda Ordem Iniciática, Presente Em Todo Verdadeiro Iniciado. O Inominável Desconhecido Está, como eu já vos dissera antes, Irmãos Existenciais Inomináveis, Em Todas As Fontes De Poder, Iniciando, Iluminando, Guiando, A Partir Das Trevas, Todos Aqueles Que Ansiosamente Almejam Os Tesouros Das Luzes. O Inominável Desconhecido É O Convidado Mais Feliz E O Convidado Mais Alegre Da Grande Festa Da Libertação Da Carne. O Inominável Desconhecido, Grande Iniciador, Grande Iluminador, Grande Guia, Mãe Iniciadora, Mãe Iluminadora, Mãe Guia, Pai Iniciador, Pai Iluminador, Pai Guia, O Inominável Responsável Por Todos Os Maiores Progressos Da Humanidade Como Um Todo Nas Altas, Nas Baixas E Nas Mais Baixas Esferas Sendo Um Inominável Desconhecido A Nada Querer Receber E Apenas A Dar. O Inominável Desconhecido, surgindo assim nas palavras do Mestre Vajra contidas na Doutrina Secreta, um dos Livros Maiores Da Criação. O Inominável Desconhecido, Presente Em Tudo, Presente Em Todos, Mas Ainda Assim, Mais Existente Por Encontrar-Se Nas Trevas Sendo A Fonte De Poder Conduzente Às Luzes. Ele não foi definido pelo Mestre Vajra, Irmãos Existenciais Inomináveis. Ele não está sendo definido aqui por mim no Útero De Gaia, Irmãos Existenciais Inomináveis. Nada O Define, nominavelmente ou inominavelmente, Irmãos Existenciais Inomináveis. No Não-Definido Que Ele É E Que Nós, Os Inomináveis, Somos, Está A Inominável Descoberta Do Verdadeiro Conhecer Do Inominável Desconhecido De Todos Nós Tecendo Nas Trevas Inomináveis Todas As Vestes Dos Tecidos Das Luzes Utilizados Nas Roupagens Dos Libertos Da Matéria.






Nenhum comentário: