terça-feira, setembro 11, 2007

Da Inominabilidade - Parte LXXV


- O Desarmônico, Asin, faz-me recordar do Tempo Dos Corvos Virginais.

- A Sentença Primordial Das Coisas Mortais.

- Sentença E Presença.

- Qual A Sentença E Qual A Presença, Rvekkeyll?

- Imaginemos uma mesa repleta de rompantes de utensílios comestíveis que se degradam sob a ação de um olhar demasiadamente guloso. O olhar demasiadamente guloso é sempre dotado de aborrecidas valorações de objetos em redor. Os objetos em redor desse olhar, que pode ser o de um animal, de um humano, de um Ser Inferior ou de um Ser Superior, ou Dela, ou Dele, Sentencia A Alcançável Hora Final Da Refeição Principal. Mas, conforme As Mansões De Tan A Tos, Não Se Pode Antecipar A Refeição Principal Da Cósmica Virgindade Das Formas. Antecipar A Refeição Principal É Decair No Fosso Das Atrações Fatais Dos Abismos Existenciasi, Dos Poços De Calorosos Fins Imateriais. Qualquer um que queira Antecipar A Refeição Principal se transforma em um Objeto Finalizado De Infinitas Roupagens. Isso é válido do menor ao maior e ao Inominável Ser Gerador De Tudo; designo A Mãe/O Pai assim, Asin, pois No Alto Não Há Nome Para Aquilo Que Se Revela Sobre Todas As Infinitas Fontes De Poder, como vós Sabeis. Sendo Mutável, mas crido Imutável, Ela/Ele se torna um alvo dessa Lei Da Refeição Principal, não podendo nada Antecipar. Nada Pode Se Antecipar, O Corvo Virginal Não Se Antecipa. Tudo Vai Morrendo, Verdadeiramente Morrendo, E A Corrente Primordial Do Tempo É Um Cosmos De Presença, A Presença Que Nada Antecipa, A Presença Virginal, Pura, Intocada, Incorruptível. Nas Mutações Das Coisas, As Correntes Temporais Agem Dos Lados E Dos Outros Lados Das Correntes Temporais Em Si Mesmos, Automanifestando-Se Na Corrente Da Presença. Na Presença, Assim Diz O Arquiteto Das Fadas Do Corvo Virginal, "Nada Vai Para A Frente Do Tempo, Nada É A Fronte Do Tempo; O Tempo Toma Frentes Na Fronte Do Tempo, A Fronte De Todas As Frentes Do Tempo É A Presença Virginal; Virgem Tempo, Virgem Frente, Virgem Fronte; Virgem Cosmos, Virgem Solo, Virgem Mar; Virgem Ser, Virgem Ter, Virgem Posicionar; Presença Virginal É Não Se Negar Virginal Diante Da Procriação Das Criações Das Esferas Da Criação; Presença Virginal É Ser O Órgão Reprodutor Da Silenciosa Verdade Do Corvo Virginal; Presença Virginal É Morrer Na Desarmonia Do Virginal Para Alcançar A Harmonia Do Virginal". Compreendo, Asin, que, para Ser Inominável, Temos Que Ser Virgens Querendo Sempre O Ato Reprodutor Da Presença Em Nós Mesmos Da Não-Presença De Todos Os Momentos, Quando Acabam-Se Todos Os Tempos, Quando Acaba-Se O Tempo. Inominável Ser Inominável É Virgem, É Presença Virginal, A Verdadeira Presença Virginal Inominável No Outro Lado Do Tempo, Que É O Tempo Inominável Da Efemeridade. Mais significativa para mim está, agora, assim, A Presença Virginal.

- Chegastes a mais longe, Rvekkeyll, podes dizer a todos nós.

- Luxúria Existencial Todo Inominável Ser Deve Possuir. Luxúria Pelo Poder Ser Efêmero E Sempre Se Reconstituir Na Efemeridade. Luxúria Pelo Poder Do Tempo Inominável Na Interior Fluidade Do Ser. Luxúria Pelo Teor Da Alimentação Na Efemeridade No Tempo Inominável Que Concede O Verdadeiro Ser.

- Prostituição Existencial, Asin?

- O que tu Compreendes como Prostituição Existencial, Bayn?

- É chegada a hora, Asin, de defiinir realmente a nossa Caminhada.

- Vossas palavras agora, Bayn, soam como...

- Impaciência? Intolerância? Incapacidade em Compreender A Inominabilidade? Eu Compreendo A Inominabilidade, mas não o porquê de ainda não ter Revelado O Verdadeiro Ser Dos Onze.

- O Que É O Verdadeiro Ser Dos Onze, Bayn?

- Asin, O Que É Verdadeiramente Ser Inominável? O Que É Verdadeiramente Ser Os Onze?

- As Verdadeiras Respostas De Verdadeiras Questões Somente São Ditas Para Aqueles Que Desarmonizam-Se Com O Seu Questionar. Não sou Mestre de nenhum de vós e nem darei nenhuma Resposta a nenhum Verdadeiro Indagar.

- Então, essa Doutrinação aqui no Útero De Gaia...

- Não é uma Doutrinação. É uma Destruição, Bayn. É uma Destruição, Irmãos Existenciais Inomináveis. A Destruição De Vossas Ilusórias Nomeáveis Antigas Visões Da Cósmica Realidade. É O Eco Do Tempo Inominável. É O Foco Da Virgindade Inominável. É O Fogo Inominabilizante Dos Inomináveis.




Nenhum comentário: