quarta-feira, junho 06, 2007

Da Inominabilidade - Parte LXIX


- Participando da Efemeridade Inominável De Todas As Coisas, Asin, devemos nos Conscientizar Elementarmente Das Condições Antigas Das Coisas Nas Quais Transitávamos Antes.

- Coisas Não-Coisas, Rvekkeyl, Atos Do Puro Que Havia No Impuro Das Formas Nomeáveis.

- Não Há A Virgindade Do Fator Das Novas Roupagens Na Inominabilidade.

- Falas Das Roupagens Da Transição Entre As Mutações De Todas As Roupagens Das Coisas E Das Não-Coisas.

- Falo, Asin, e me integro ao momento de duvidar.

- Duvidar da Inominabilidade em sua Efemeridade.

- Sim, Asin, estranho é, para mim, A Efemeridade Inominável, pois eu Vejo que há O Eterno e O Infinito, que são Permanentes.

- E O Permanente Percebido É O Permanente Verdadeiro?

- Ele É, Asin, todos nós aqui Sabemos disso.

- A Inominabilidade Transita Em Outros Poderes De Outros Caminhos, Rvekkeyll.

- Lentamente, Seyin, eu Sei que não podemos nos acostumar com o Fato Novo De Sermos Inomináveis; porém, jamais nos acostumaremos com A Efemeridade.

- O Poder Vital Das Fadas Não É Eterno, Fadas Morrem.

- Morremos, mas, Virginalmente, a Mãe Gaia, Vossa Filha, Seyin, nos concede A Eternidade De Sermos Nós Mesmas Em Outras De Nós Mesmas. Já fui Muitas Do Corvo Virginal E Acompanhei Todas As Transições E Não-Transições, Separando O Efêmero Do Eterno. E, agora, Inominavelmente, estou a Ver que Tudo É Efêmero... Complicado, Seyin, até para Seres Elevados como nós, Aceitar A Visão Inominável.

- Aceitação, Rvekkeyll, O Tempo Poderá...

- Simplismo é crer nisso, Seyin.

- Estás me chamando de simplista, menina humana?

- Estou...

- Alynne, Seyin, a problemática agora é das mais sérias e pediria aos dois para nos concentrarmos na resolução dela.

- Estamos nos concentrando, Abeyraell.

- Não estão, Alynne, pois, a todo momento, vós dois explodem um contra o outro, como se não fossem Irmãos Inomináveis.

- Isso...

- Alynne...

- Abeyraell, eu não posso concordar, igualmente, em ser Irmã de um Ser Caído que me despreza.

- E eu, Seyin, Pai De Gaia, não concordo em ser Irmão de uma daqueles que ferem a minha Filha.

- Mesmo assim, vós sois Irmãos Inomináveis.

- Somos mesmo, Asin?

- O que insinuas, Seyin?

- Sabeis do que eu falo, Seyin.

- Da Efemeridade.

- Diante Dela, da Efemeridade Inominável, como ter A Certeza De Que Nós Somos Realmente Os Onze?

- As Fontes De Poder não possuem falhas e nós somos Os Onze, Os...

- "Enxugadores De Lágrimas"...

- Noto um deboche intrínseco na voz deste Ser Caído, Asin...

- Menina...

- Seyin, Alynne, por mais que briguem, por mais que não queiram, vós dois sois Irmãos Inomináveis. A questão pla qual sou levado a ser pressionado, agora, é acerca da Efemeridade.

- Nada Pode Ser Efêmero, Asin.

- Tudo Pode Ser Efêmero, Bayn.

- Isso se considera uma Fonte De Poder?

- Tu és do Alto, Bayn, e Sabes que A Fonte De Poder Inominável É Uma Das Infinitas Fontes De Poder.

- É mais seguro continuar a Não Ser Inominável...

- Desistindo do vosso Novo Bater De Asas, Bayn?

- Quem és tu para me indagar assim, Alynne?

- Quem és tu para desistir assim, Bayn?

- Compreendo o que quer me dizer, mas nenhum Direito uma dos humanos tem de questionar assim a um Anjo Elevado!

- Estamos nos Desequilibrando, Irmãos Inomináveis...

- Desequilíbrio representa a dita Efemeridade Inominável, Letycyell! A Efemeridade Inominável É Algo Desequilibrante! Não posso Crer Inominavelmente nisso! Não posso!

- Mesmo não Crendo, tu és Inominável, Bayn.

- E vós Aceitais a Efemeridade, Letycyell?

- Nenhum de nós A Aceita, Bayn, nenhum de nós... Nem mesmo vós, Seyin e Alynne.

- Verdadeiramente correta tu estás, Letycyell...

- E eu concordo com a menina humana agora... A Efemeridade Inominável é Algo que foge à Verdadeira Compreensão até de Seres Mais Elevados do que nós, excluindo muito poucos destes, como Asin.

- Tu aceitas, Asin?

- Aceito-A, Bayn, pois tudo que eu vos disse até agora acerca da Inominabilidade é Efêmero Inominavelmente. A Maior Das Guerras De Todos Os Inomináveis É Aceitar A Efemeridade Inominável Que A Tudo, Sem Exceções, Toca, Abençoa E, Indistantamente Da Fonte De Poder Pela Qual Algo Na Criação É Regido, Assume Como Parte De Sua Essencialidade. A minha Maior Guerra também é Aceitar Que Todas As Minhas Palavras Inomináveis E Todos Os Meus Atos Inomináveis São Efêmeros Inominavelmente.



Nenhum comentário: