sexta-feira, maio 11, 2007

Da Inominabilidade - Parte LXIII


- Poupar as populações do Movimento Mutável não nos é possível. Todas As Populações Do Baixo, Enxugadores De Lágrimas, Vítimas São, Mutavelmente, Do Acordo Entre O Entardecer E O Amanhecer Das Mutabilidades De Todas As Cores Do Ambiente Todo De Todos Os Amores. Amores, Amor, Amar, É Uma Benção Para Todo Revolucionar. Transitar Inominavelmente Pelos Amores. Transitar Inominavelmete Pelo Amor. Transitar Inominavelmente Pelo Amar. Embora Tudo Seja Incompleto Na Nomeável Sobrevivência Da Matéria, Os Amores, O Amor E O Amar São Mutáveis E Completos Ao Olhar Inominável Dos Inomináveis. Mutavelmente, Revoluciona-se Amando-Se A Mudança Plena De Cada Gota De Mar Alto A Deslizar Pelos Mares Baixos. Mutavelmente, Revoluciona-Se Aspirando O Ar Alto Que Se Revela Arte Maior Quando Revelado Nos Bosques Alvos Da Serenidade Dos Bosques Baixos. Mutavelmente, Revoluciona-Se Nos Grandes Amores Da Criação, No Grande Amor Da Criação E No Grande Amar Da Criação. Os Hierofantes Sagrados Do Espírito Do Amor Inominável São Seres Revolucionários Que Não Condenam O Ódio E Nem Exaltam O Amor. Ódio E Amor considerados como Partes De Todas As Humanidades. Ódio E Amor, os quais são meras ilusões para A Inominabilidade. Não Se Condena O Ódio, não adianta um Inominável Condenar O Ódio, Basta Deixar O Ódio Agir. Não Se Exalta O Amor, não adianta um Inominável Exaltar O Amor, Basta Deixar O Amor Agir. O Ódio Na Matéria É Uma Ilusão Humana. O Amor Na Matéria É Uma Ilusão Humana. Para A Inominabilidade, Não Há Ódio. Para A Inominabilidade, Não Há Amor. Para Os Inomináveis, Não Há Ódio. Para Os Inomináveis, Não Há Amor. Não Há Ódio E Nem Amor Materialmente Considerados. Inominavelmente, como vós dissestes, Alynne, nós estamos a Residir em nossos Zeros Existenciais. No Zero Existencial, Enxugadores De Lágrimas, Somos O Ilusório Ódio, Somos O Ilusório Amor. Ódio E Amor No Amor Inominável, No Amor Verdadeiro Revelado Nas Infinitas Fontes De Poder. Para Alcançar-Se O Amor Verdadeiro, Ama-Se O Ódio Material, é permitido a todo ser humano possuir O Ódio que um dia possa conduzi-lo ao Caminho Verdadeiro Existencial. Para Alcançar-Se O Amor Verdadeiro, Ama-Se O Amor Material, é permitir a todo ser humano Escravizado Pelo Ódio possuir na Alma Eterna A Semente Amorosa Redentora. Quem permite? De onde advém a permissão? Nós, Inomináveis, devemos admitir que os humanos recebem essa permissão de si mesmos, não há Deuses, Anjos, Arcanjos, Cristos, Cristos De Cristos, Espíritos, que possam permitir Algo aos seres humanos porque Eles não são Os Senhores Da Humanidade. A Humanidade, dispersa em infinitas Humanidades, não possui A Única Senhora. A Humanidade, dispersa em infinitas Humanidades, não possui O Único Senhor. A Humanidade É Senhora E Senhor De Si Mesma.

- A Idéia De "Pai Maior", "Senhora", "Deusa", como "Guia" da Raça Humana sempre será uma Falsidade Elementar, Asin, eu seu, pois sou humana. A Humanidade, as Humanidades, melhor dizendo, do Baixo, crêem em um "Deus Único", em um "Princípio Criador" que " a tudo criou e a tudo governa", ignorando que O Um Não É Um E Nem Pode Ser Um E Jamais Será Um Nem No Grande Dia Do Amanhã Que Tornará Possível O Um. O Um É As Infinitas Fontes De Poder E É O Todo De Seu Próprio Múltiplo Mutável Poder. Tu tocastes na Religião Verdadeira, na Religião Interna, Asin; eu digo, ainda, Asin, que mesmo se todos os religiosos externos e suas religiões externas fossem massacrados pelos Universos Do Baixo, por todos os planetas, ainda haveriam crentes no "Pai Maior", na "Senhora", na "Deusa", no "Guia", nesse Egrégora Poderoso denominado "Deus". "Deus Único" É Impossibilidade Inominável E Nomeável, Há Princípios E Princípios E Princípios Gerando Todas As Mutáveis Formas E Essências Da Criação. Infelizmente, O Grande Dia Do Amanhã não será uma Realização próxima de nossos Olhos, Ele Está Distante Como A Maior Parte Das Creaturas Está Distante Do Verdadeiro Creador. Infelizmente, com este invólucro, eu não verei O Grande Dia Do Amanhã...

- Tu Serás Ainda A Mesma Da Mesma Do Mesmo Do Mesmo, Alynne.

- Queria Ser Alta Totalmente como tu e Seyin foram, como vós oito são... Queria Ver a Humanidade Baixa De Mãos Dadas Com A Humanidade Mais Baixa... De Mãos Dadas, diferentes porque Diferença É Evolução Em Tudo E Em Todos E Para Tudo E Para Todos, e Aceitando, em diferentes Fontes De Poder, O Verdadeiro Creador... Revolucionando Inominavelmente, Pelos Amores, Amor E Amor Nos Amores, Amor E Amar Da Minha Inominabilidade Em Nossa Fonte De Poder Inominável, Poderei Relaxar O Espírito No Mutável E Lançar No Aspecto Iluminador De Todas As Coisas Automanifestadas E Moldadas A Minha Alma Eterna De Inominável Missionária. Poderei Gritar Sempre Sim Ao Invés De Sussurrar Nunca Não; Poderei Sorver Sempre Ganhar Ao Invés De Vomitar Sempre Perder; Poderei Ser Fato Positivo E Não Ver-Me Como Fato Negativo. Mas, para nós, Inomináveis, O Positivo É A Mãe, O Negativo É O Pai, O Neutro É O Filho. Mãe Inominável. Pai Inominável. Filho Inominável. Nós, Inomináveis, Somos O Filho Inominável.

- A Senda Revelando A Tenda Da Certeza De Ser O Alto Inominável, Alynne.

- Questiono-te, Asin, acerca do nosso Destino Inominável... Anunciaremos aos humanos terrestres que conduziremos ao Alto Inominável o que nós Somos?

- Nós nos calaremos, Bayn, Calar-Se Inominavelmetne É Império Potente. Compreendam, Enxugadores De Lágrimas, não somos Seres Especiais, Seres Extraordinários, Seres Fantásticos, ou "super-heróis", como na ficção a Humanidade Terrestre veio a denominar todos aqueles que cumprem Altas Missões Em Si Mesmas. Os Inomináveis Não São Seres Especiais. Os Inomináveis Não São Seres Extraordinários. Os Inomináveis Não São Seres Fantásticos. Os Inomináveis não são "super-heróis". Os Inomináveis Não Salvam Pela Fama De Serem Grandes Seres, Mas Pela Forma De Negarem-Se Até Como Seres Inominavelmente. Os Inomináveis Fazem O Mundo Inominável E O Mundo Inominável Jaz No Interior Dos Inomináveis. Jaz em nós, Enxugadores De Lágrimas, O Mundo Inominável. No Mundo Inominável, Podemos Ser Belos E Horrendos. No Mundo Inominável, Podemos Ser Mansos E Feras. No Mundo Inominável, Podemos Ver Os Céus E Os Infernos. Somos Belos Inomináveis. Somos Horrendos Inomináveis. Somos Mansos Inomináveis. Somos Feras Inominávei. Somos Os Céus Inomináveis. Somos Os Infernos Inomináveis. Mas, Inominavelmente, Os Inomináveis Escolhem Ser Nada Inomináveis E Negam-Se Como Inomináveis Para Fazerem Parte Da Inominável Consciência Da Inominabilidade.


Um comentário:

Anjo de uma asa só disse...

oiiii, foi sem querer vou arrumar, e obrigada pela visita!!!
bjus