terça-feira, março 20, 2007

Da Inominabilidade - Parte XXXVIII


- O Verbo Creador Faz-Se Em Tudo Na Una Creação E A Sua Conjugação É A Razão Creadora Fazendo Da Voz Da Eternidade A Voz Potencializadora Dos Verbos Que São Um Só Verbo. O Verbo Creador É A Mutação Creadora Da Razão Creadora Do Conjugar Verbal, Como O Poeta Que Racionalmente Mutável Torna-Se Cada Poema Que Escreve. Como A Filosofia Inominável, A Poesia Inominável Advém Da Mutável Inominabilidade Do Creador, Que Nesta Sua Mutação É O Poeta Do Verbo Creador. O Poeta Inominável É Poema Creador Do Verbo, O Todo Creado É O Seu Verso Inominável, Verso Inominável Que É Recitado Permanentemente No Movimento Creativo De Todas As Coisas, Logicamente. O Verbo Creador É A Lógica Creadora, Cujo Raio É Pureza Lógica Verbal, Como No Caso Do Matemático Genial Que, Antes De Resolver A Mais Difícil De Todas As Equações Já Postas Ao Seu Entendimento, Consegue Visualizar O Saber Imediato Da Imediata Resposta Correta Da Mesma Através De Um Mecanismo Intuitivo Natural Aprimorado Pelo Exato Estudo Incessante Da Matemática Pura. O Matemático Inominável É Verbo. A Sua Equação É Verbo. O Todo Inominável É Número Equacionário, Calculado No Puro Entendimento Intuitivo Transcendental Puro Inominável Acerca Do Equacionar Dele, Calculado No Saber O Que É A Equação Dele, Calculado No Saber Equacionar A Numérica Infinitude Inominável Dele. A Razão Creadora Da Lógica Creadora Racional E A Lógica Creadora Da Razão Creadora Lógica, São A Sabedoria Creadora. O Sábio Creador Não Teve Mestres Para Ensinar-Lhe Sobre O Verdadeiro Saber Que Ele Mesmo É, Um Saber Que É Todo Mestrado. Ele É O Mestre De Todo Mestre E Dos Lábios De Todos Os Instrutores Verdadeiros Da Una Creação Exercita A Sua Infinitude Inominável De Tudo Saber No Todo, Que Abarca Todo O Seu Saber Inominavelmente Infinito. Aos Ouvidos Atentos, Aos Ouvidos Que Verdadeiramente Saibam Ouvir, Aos Ouvidos Que Percebem Mais Do Que Os Sons Captados Pelo Sentido Da Audição Comum Às Interpretações Comuns De Dados, A Voz Silenciosa Inominável É A Voz Da Sabedoria Creadora. Os Verdadeiros Ouvintes Dessa Voz São Os Místicos Racionais Verdadeiros De Toda Fonte De Poder Que Sabe Existir Uma Região Acima Que Escapa À Compreensão Do Que Seja Uma Região, Um Alto No Qual Tudo Seja Viver Com O Pai Verdadeiro. Da Fonte De Poder Inominável, Este Filósofo Inominável Não-Filósofo Inominável Recebe O Nome, Que Não É Um Nome, Irmãos Existenciais Inomináveis, Alto Inominável, Do Qual Os Místicos Racionais Inomináveis Desta Filosofia Inominável São Verdadeiros Ouvintes. Verdadeiros Ouvintes Do Alto Inominável, Recebem As Sábias Instruções Silenciosas Do Instrutor E Inspirador Creativo, As Palavras Silenciosas Inomináveis. Palavras Silenciosas Inomináveis Que São A Sabedoria Creadora, Esta Mãe De Toda Verdade Da Verdadeira Verdade Escrita Nos Livros Instrutivos Mais Verdadeiros. Os Místicos Racionais Inomináveis, Como Receptores Da Voz, Como Verdadeiros Ouvintes Da Voz, Devem Como Esta Ser Igualmente Silenciosos No Que De Mais Puramente Transcendental Inominável Ela Lhes Diz, Transmitindo Aos Não-Místicos Racionais Inomináveis Veladas Partículas Ao Entendimento Destes, Se Quiserem Transmitir Algo Silencioso Do Alto Aos Que Encontram-Se No Todo Ruidoso Do Baixo, Este Que É O Puro Viver Na Mais Simples Materialidade. A Tranqüilidade, A Paz, A Serenidade E A Harmonia Advindas Da Voz Tornam O Ser Misticamente Racional Inominável Em Todos Os Seus Âmbitos. Um Templo No Ser Místico Racional Inominável É Erguido Mais Alto A Cada Encarnação Material Consciente Do Ouvir Místico Silencioso Da Voz. O Templo Do Ser Místico Racional Inominável É Freqüentado Silenciosamente No Sereno Calor Das Verdades Inspiradas Pelo Sábio Silencioso Que É O Alto Inominável.



Nenhum comentário: