quarta-feira, março 14, 2007

Da Inominabilidade - Parte XXXV


- Todos Se Tornarão Cristos E Cristos De Cristos. Os Universos Serão O Universo. Os Mundos Serão O Mundo. As Creaturas Serão A Creatura. Os Espíritos Serão O Espírito. As Almas Eternas Serão A Alma Eterna. A Multiplicidade Do Hoje Será A Unicidade Do Amanhã, com todas as diferenças quanto aos caminhos trilhados até si mantidas para que a legitimidade delas, que fazem O Evoluir, legitime A Unicidade. Esta, nova para toda A Verdadeira Una Creação Do Amanhã o será graças à Inescapabilidade Do Evoluir Através De Inúmeras Encarnações Das Creaturas Creadas, às quais todos os Objetos Pensados estão atados. O Pensador não é um “Deus Possível” ou um “Deus Impossível”, conforme o que fazem acreditar as religiões externas e as seitas existentes no múltiplo barco confuso de fenômenos que é o Planeta Terra. O Pensador não é as religiões externas e nem as seitas; como este Filósofo Inominável Não-Filosófo Inominável já o disse, Irmãos Existenciais Inomináveis, Ele É A Religião Inominável, Religião Que Não É Seita, Religião Sem Hierarquia, Religião Transcendental Pura De Religiões Internas Na Fé Simples Dos Mais Humildes Verdadeiros Entes Religiosos Transcendentalistas Puros Inomináveis E Não-Religiosos Transcendentalistas Puros Inomináveis, Simples Na Simplicidade Que Contagia O Poder Racional Verdadeiro De Todo Ser Que Não Busca-O Externamente, Que Nele Acreditam Amorosamente. O Pensador não Pensa missas e cultos, penitências e sacrifícios, homilias e gritos. O Pensador Pensa Conjuntamente Com Aquele Que Humildemente Solitário Ajoelha-Se E Ora Em Sua Direção Pensativamente. Uma Oração Em Pensamento É O Seu Pensamento, O Qual É Todo O Tempo, e não pede três milhões de palavras em três ou mais horas de fanático delírio aos que Lhe amam. Três palavras em três segundos, sem nenhum inútil tempo a mais, recitado por um simples devoto religioso interno ajoelhado solitariamente em um quarto silencioso Que Fala Ao Ser Real Sobre Tudo Que Um Sereno Silêncio Pode Revelar, fazem-No atender a tudo pensativamente pedido: Eu Te Amo. Se todos assim se dirigissem ao Pensador, Irmãos Existenciais Inomináveis, a felicidade existiria verdadeiramente no Seio Material Do Baixo e As Existências Seriam A Existência. Aquelas três palavras são desperdiçadas nos lábios dos que pensam amar, mas apenas sentem a chamada paixão, esta filha da carne que apenas ilude, Filha Da Deusa Carne Que Vem A Ser A Representante Da Deusa Ilusão A Agir Na Materialidade. O amor mais próximo do Pensador neste mundo, em todos os mundos, é o de uma verdadeira mãe e o de um verdadeiro pai para todos os seus filhos ou para um único filho; e o de um verdadeiro filho para uma verdadeira mãe e para um verdadeiro pai. Esses dois amores verdadeiros, próximos do Pensador por serem incondicionais, são amores que materialmente representam uma Verdade Da Verdadeira Verdade De Todas As Verdadeiras Verdades. Amar Incondicionalmente Uma Verdadeira Mãe, Um Verdadeiro Pai E Um Filho É Amar O Pensador Que Pensa Em Toda Maternidade Acima De Toda Paternidade, Pois Ele É Mais Mãe Do Que Pai, É Mãe E É Pai, É A Mãe E É O Pai De Todos Os Seus Filhos. As Verdadeiras Mães São O Pensador Em Pensamentos De Amor, São O Inominável Desconhecido Encontrável Nas Mulheres, que, mesmo sendo em alguns casos inférteis e adotando filhos de mulheres férteis, contém todo o poder da maternidade que lhes confere a mais sagrada das ocupações materiais: gerar um filho natural ou adotivo criando-o com um amor incondicional que também é uma forma verdadeira de amar ao Pensador. Mãe Pensante, O Pensador acaricia cada mãe, cada filho e cada pai, pois os homens, quando verdadeiros pais e homens, são Mães E Pais De Seus Filhos Como Ele É A Mãe E O Pai De Seus Filhos. Os Verdadeiros Pais São O Pensador Em Pensamentos De Amor, Instrumentos Perfeitos De Manifestação Material, Como As Verdadeiras Mes, Do Amor Inominável Pensante, O Qual Encontra-Se Presente No Nascimento De Toda Creatura Na Una Creação. Os Verdadeiros Filhos São O Pensador Em Pensamentos De Amor, Frutos Do Amor Verdadeiro Entre Uma Verdadeira Mãe E Um Verdadeiro Pai Provando Que O Pensador Faz Seus Filhos Como Mãe E Como Pai Para Também Através Dos Filhos Ser Amado. Desencontra-se O Pensador ao não valorizar-se o sentido maternal de todas as mulheres, as senhoras dos Partos Inomináveis Pensantes, que são Os Nascimentos Pensativos Do Pensamento Dele. Inomináveis, ou nomeáveis, As Mulheres São A Face Representativa Da Fertilidade Inominável Do Pensador Inominável, A Qual Gera Filhos Que Tanto Podem Ser Construtores De Algo Como Destruidores De Algo Sem Que Isso Seja Em Conta Levado. Amor Maternal Inominável É Incondicionado Dos Valores Nomeáveis Das Humanidades Baixas.




Nenhum comentário: