sexta-feira, março 02, 2007

Da Inominabilidade - Parte XXVIII


- Para filosofar como Ele, Inominavelmente, é necessário adotar transcendentalmente A Personalidade Transcendental Pura Inominável Do Místico Racional Inominável. Para filosofar no interior da Filosofia Inominável vivente nas Páginas Inomináveis Todas Da Obra Inominável Deste Filósofo Inominável Não--Filósofo Inominável Que Assim Não Mais Se Denomina, Obra que fala de Coisas Inomináveis, é fundamentalmente necessário teoricamente visualizá-la no interior do Olhar Místico Racional Inominável. Olhar este municiado com um viver racionalizado, que não fragmenta-se em pormenores questionáveis, procurando sinteticamente vitalizar-se esclarecedor no Conteúdo Mutável Do Todo Questionado Misticamente Racional Inominável. Metafisicamente, transcendentalmente, esse Olhar Transcendental Puro Inominável produtivamente afirma-se em uma Linguagem Misticamente Racional Inominável, que pode, caso divulgada na mídia terrestre em forma de livro ou pela grande máquina de conhecimentos denominada Internet, para os acostumados apenas com a leitura fácil do “mundo pop dos best-sellers” literários, parecer a mais fantasiosa das ficções. Não se pode traçar uma Cosmogonia Mística Racional Inominável utilizando-se de uma linguagem habitualmente exercitada no plano comum do Conhecimento Humano e nem do que se Conhece do Conhecimento Alto, Irmãos Existenciais Inomináveis. Este Filósofo Inominável Não-Filósofo Inominável Que Assim Não Mais Se Denomina, Irmãos Existenciais Inomináveis, especulará acerca de uma Cosmogonia, sobre como, em Sua Inominável Mutabilidade Inominável, O Inominável Desconhecido É Transcendentalmente Compreendido Pelo Místico Racional Inominável. Este Filósofo Inominável Não-Filósofo Inominável Que Assim Não Mais Se Denomina, Irmãos Existenciais Inomináveis, não moldará aqui nesta Obra Inominável De Esclarecimento Acerca Da Fonte De Poder Inominável mais uma mirabolante explicação absurda sobre A Una Origem De Todas As Coisas Existentes No Infinito Panteão Cósmico. A Inspiração Inominável Move A Palavra Inominável Deste Filósofo Inominável Não-Filósofo Inominável Que Assim Não Mais Se Denomina, E As Palavras Inomináveis Necessárias Surgem Como O Raio Inominável, que pode tornar toda Descoberta Na Caminhada Efetuada Na Fonte De Poder Inominável A Execução De Toda Verdade Que Pode Ser Válida Para A Verdadeira Verdade. Em toda Descoberta, Há Sempre Verdades Que Apenas Os Olhos Que Sabem Ler As Ocultas Inomináveis Mensagens Nelas Dançantes Inominavelmente Captam Inominavelmente Melodiosas As Danças Portadoras De Todas As Veracidades Mutáveis Inegáveis.




Nenhum comentário: