terça-feira, fevereiro 06, 2007

Da Inominabilidade - Parte VI


- Gerando as Mutabilidades Transcendentais Puras Inomináveis em si, o Intuitivo Transcendental Puro Inominável Ente Pensante dignifica-se como Mutável Absoluto, conforme descrito anteriormente. Gerando-Se Mutável, o Intuitivo Transcendental Puro Inominável infinitiza as orientações de suas racionais fundamentações metafísicas, realísticas e Conhecedoras Das Plenitudes Das Verdadeiras Verdades Da Verdadeira verdade com clareza de orientadoras formas de construtividade que não cessam. Construtividade Transcendental Pura Inominável, a qual racionalmente depura-se da “construtividade” dos conhecimentos adquiridos através da educação amorfa moldada pela civilização terrestre, a qual perdeu todo o Poder Original De Fazer Conhecer Concedido Pelos Guardiães Espirituais Da Evolução Da Humanidade. A “Educação” Fundamental, Média e Superior aborda a materialidade racional que, simplesmente, não devo aqui esconder a realidade, Irmãos Existenciais Inomináveis, não passa de institucionalizar um imbecilismo nada saudável para os que desejam intelectualmente elevar-se no Seio Da Humanidade. A “Educação” não instiga os estudantes a serem criadores, inventivos e originais, apenas obriga-os a seguirem a sua cartilha de mesmices ditadas por “intelectuais” que a direcionam em sua “dialética”, mesmices ensinadas ano após ano como “verdades inderrubáveis e imutáveis”. Educação Verdadeira, educação realmente escrita com a letra “e” maiúscula, é a que principia-se por ser mutavelmente construtivista de uma Autoeducação destruidora de todo tipo de imbecilismo e atrasos no Desenvolvimento Existencial Da Mente Que Evolui Através De Inumeráveis Existências. Intuir Tudo Transcendentalmente Puro Inominável É Autoeducar-Se Sabendo Que O Mais Correto É Nunca Estar Satisfatoriamente Certo De Estar Correto E Nunca Ficar Despreocupadamente Satisfeito Com Alguma Certeza Que Talvez Esteja Correta. Autoeducar-Se É Buscar Sempre A Maior Certeza Antes Da Maior Afirmação Real De Uma Certeza Que Seja Um Encontro Com Algo Próximo Ao Buscado Através De Construtivas Noções De Saber-Se Ser Que Não Se Limita Às Facilidades Das Fáceis Verdades Encontráveis. Autoeducar-Se É Sempre Estar Buscando, Nas Dúvidas Que Ensinam, A Difícil Verdade Que Poderá Ser A Verdade Última Do Todo Ou Nenhuma Das Primeiras Verdades. Autoeducar-se É Ter A Coragem De Saber Quando Não Se Deve Jamais Ter A Certeza De Algum Dia Parar De Autoeducar-Se. Autoeducação não aplica-se ao seguir corrompedor da “inteligência” de uma deseducadora cartilha pessoal de condicionamentos intelectivos a fim da geração do incondicionamento nos caminhos mutáveis da Intuição Transcendental Pura Inominável. Dinamicamente impessoal por uma Transcendência Pura Inominável que nenhuma pré-determinação acolheria, a essencialidade desenvolvimentista dessa Intuição percorre fluentemente desconexões com todo estabelecimento de algo fixo. Operando no Concreto Do Raciocínio e no Abstrato Do Espírito, mutavelmente transportando as características de um para o outro, o Ser Intuitivo Transcendental Puro Inominável origina uma atitude de conhecer O Não-Caminho Transcendentalista Mutável Do Aprender. Apresentando-se como Mutabilidade Direcionante Do Sentido Do Autoaprendizado, o Não-Caminho, seguramente polarizante do Curso Racional Do Espírito, Pertence Ao Preencher Alto Dos Espaços Mentais Que Pouco Influem Nas Verbalizações Intelectivas. Espaços estes que, exercitados na melhor forma de suas capacidades norteadoras de puras conseqüências das mais profundas investigações e descobertas intelectivas, viriam a ser marcos do iniciar de algo do Verdadeiro Conhecer através do Verdadeiro Aprender entre os humanos os quais queremos auxiliar enxugando-lhes as lágrimas, Irmãos Existenciais Inomináveis.

Nenhum comentário: