sexta-feira, janeiro 19, 2007

A Da Festa Do Destino Cósmico


- Festejantes São Todas As Rodas, Festejantes Em Borbulhantes Motores De Movimentos São As Grandes Rodas, Festejantes Cosmicamente As Cósmicas Rodas Terrestres Da Mãe Que Nos Dá O Néctar Sagrado Da Perpetuidade Alta De Todas As Coisas Terrestres! Sou A Da Festa Do Destino Cósmico, sou a Fada Gemelleyll! Sou das Festas, Pois As Festas Da Deusa Natureza Evolucionam As Paradas E Revolucionam As Corridas! Festejo, a cada dia, Pai Da Terra, No Dia Cósmico Eterno, As Rondas E As Rotas Da Humanidade! Meus sorrisos abrem As Flores Das Verdades para todos que Sabem Sorrir Para As Flores De Suas Verdades, fui assim abençoada por Taghasrasteh, Fareoamaher e Rydayynah! Estou sempre com os humanos sorridentes, com os humanos que, mesmo perdendo as suas vontades vitais, mesmo cadentes de seus Espaços Cósmicos Interiores, Sorriem Para A Natureza Toda Da Terra! A Festa, A Festa, A Festa Cósmica! Quem poderá negar que tais humanos não Saibam Dançar Na Festa Cósmica? Quem tecerá uma palavra de reprovação, desaprovação e desprezo, dentre os Seres Imateriais, contra O Fato Festivo Que Anuncia Que Todos Os Humanos No Dia Da Festa Iniciadora Da Reunião Com O Festeiro Maior De Todos Os Festeiros Serão Dançarinos Cósmicos Como As Fadas Cósmicas! A Alegria É Festejar O Kosmos e A Voz De Akoshaym já Revelou-Me que a Humanidade Dançará No Kosmos Desconhecido Dele! Pai Da Terra, Festejo A Minha Crença Na Redenção Da Humanidade! Dançarinos, Dançarinos, Dançarinos Humanos! Poucos ainda, mas bastante capazes de A Todas As Festas Cósmicas Irem No Evoluir Dos Ramos Da Mãe Terra E No Revolucionar Dos Rumos Da Mãe Terra! Poucos Eles são ainda, mas Dançarinos Verdadeiros No Palco Cósmico A Rodear A Terra! Palco onde A Mãe, Vossa Filha, Pai Da Terra, Festeja Com As Fadas Cósmicas O Banquete De Todas As Auroras Cósmicas Na Eterna Mesa Da Eternidade Em Matrimônio Com O Infinito! Festeja, Festeja, Festeja, Ela Festeja! E Chorosa, Tu Sabes, Pai Da Terra, Ela Crê Na Redenção Da Humanidade! Sorrio, sorrio, sorrio, mais, mais e mais assim, Pai Da Terra! Feliz E Festiva Na Crença Eterna Minha Sou! O Destino Cósmico Da Mãe Terra Assim Me Festeja E Assim Eu Festejo O Destino Cósmico Da Mãe Terra!

Um comentário:

Conceição Bernardino disse...

A alegria é um dom que se adquire a arte a tristeza que se transpira
em beleza...
Eu volto
Beijinhos
Belo
Conceição Bernardino

Meus blogs http://amanhecer-poesia.blogspot.com

http://sentidos-visuais.blogspot.com