domingo, novembro 19, 2006

A Missa Dos Loucos Anjos Caídos - Parte I


- No Grande Dia De Formação De Todos Os Seres Materiais, Nosso Pai Em Sopro Formou O Homem! Foi feito O Homem de tudo o que havia de exato na Inexatidão Do Vazio Cósmico! Foi feito O Homem de tudo o que havia de perfeito na Imperfeição Cósmica! Foi feito O Homem de toda A Elementar Virtude Das Virtudes Cósmicas! Antes Do Caos E Da Escuridão, Antes Da Desordem Das Não-Formas, Antes Da Loucura Do Nada No Vazio A Preencher A Loucura Própria Da Loucura De Todo O Nada Que Seria O Todo, O Homem Já Estava Formado No Pensamento Dele! O Homem formado foi após A Formação Dos Anjos, Após A Síntese Dos Verbos Verdadeiros De Nosso Pai Em Sopro Nas Nascentes Dos Rios Das Luzes! O Homem, advindo do Angélico Povo Do Alto, Povo Que Elevaria-Se Ao Arcangélico Estado, Povo Que Seria Acima Do Arcangélico Até Evolutivamente Ser O Que Ele É, dotado foi da Capacidade Cósmica Da Perfeição Existencial! Maravilha para a Criação Perfeita, que após infinitas Criações Imperfeitas foi sendo Moldada Pelas Mãos De Nosso Pai Em Sopro! Dignamente, O Homem cresceu! Soberanamente, O Homem cresceu! As Esferas, povoadas pelo Homem! Os Mundos, povoados pelo Homem! As Dimensões, povoadas pelo Homem! As Grandes Máscaras Das Imperfeições Cairiam Devido Ao Poderoso Expandir Do Homem Pela Criação! O Futuro De Todos Os Tempos, O Imenso Futuro De Toda A Circular Cadeia Temporal Dos Acontecimentos, seria, com O Homem, O Representante Dos Anjos No Grande Mar Material! As Esperanças Do Alto estavam todas no Homem! Esperanças de que O Alto e O Baixo apenas fossem Um: O Alto, A Esfera Da Imutável Perfeição Eterna De Todas As Coisas! O Homem, Grande Criatura, A Esperança De Todas As Fontes De Poder Do Nosso Pai Em Sopro, a guiar toda a Criação para A Unidade Perfeita Eterna, Inquebrantável, Suprema E Absoluta! O Homem, ah, O Homem, Tão Grandioso Era O Homem Sob A Visão Dos Primeiros Mais Puros Do Alto, Aqueles Que Jamais Cairão! Ah, O Homem, ah, Tão Absolutamente Detentor De Todas As Forças Para Extinguir A Toda Imperfeição Que Vigente Ainda É Em Todas As Formas! Ah, O Homem! Ah, O Homem! Em meio a toda comédia fantástica de sua Evolução Existencial, em meio ao Absoluto Desmembrar de suas Forças, O Homem foi Caindo, Caindo, Caindo... Choraram Aqueles Que Nunca Cairiam! Sorriem Aqueles Que Mais Amam Cair! Chora Nosso Faltoso Pai Em Sopro Em Suas Fontes De Poder, Faltoso Porque Jamais, Sendo O Criador Que És, Poderias Ter À Sua Infinita Obra Deixada Nas Mãos Daqueles Que Cairiam! As Histórias Da Queda Da Criação são muitas, cada Esfera, cada Mundo, cada Dimensão, Realidades Todas Da Criação, possui uma parcela da História Verdadeira Que Não Se Finda! Anjos Continuam Caindo! O Homem continua Caindo! Que importância tem agora, para O Homem, Ascender, se já é Abismo Eterno De Quedas Irrecuperáveis? Que razão haveria em todos os indivíduos do Gênero Humano, dispersos pela Criação, em quererem fazer parte de um Pai fraco, de um Criador fraco, de um Moldador Desconhecido De Conhecidas Cósmicas Imperfeições? Esta Igreja Das Verdades Do Verdadeiro Ciclo Da Criação está sendo muito freqüentada desde A Primeira Queda Angélica a ter a sua expansão aqui na Terra; vejam, Asin e Alynne, quantas orações de dores malsãs aqui foram proferidas pelos humanos que na Transição se equipararam aos piores dos Anjos Caídos e aos melhores dos Anjos Caídos, eu, Awan e Zaah! Vejam, Asin e Alynne, na Coroa Dos Tempos, ali no Altar De Toda Igreja A Mais, A Verdadeira Face Do Homem! Anjos Caídos de nada são culpados! Eu não sou o verdadeiro culpado pelo vosso estupro, Alynne, pois cada homem e cada mulher da vossa fraca raça é o próprio culpado pelas próprias freqüências nas próprias desgraças! Não soprei aos Espíritos de seus estupradores os crimes que eles cometeram, foram eles que aos meus ouvidos sopraram o crime que cometeriam... Alynne, a vossa raça fraca é a incentivadora dos inocentes atos de todos os Anjos Caídos devotados ao Vício, como eu... Sou inocente, todo Anjo Caído Filho do Vício, Filho De Kain, é inocente porque foi chamado pelo Culpado, O Homem, aos Horizontes Do Princípio Crime! Esta é uma Missa que para vós dois nós, Loucos Anjos Caídos, realizaremos! A Missa na qual a hóstia é o dejeto formado pelo Homem em todo o seu conjunto! A Missa na qual o vinho é o podre fodido mijo que é O Homem em todo o seu conjunto! A Missa na qual A Homilia Dos Loucos Anjos Caídos ressoará como O Badalar Dos Sinos Dos Horrores Do Homem A Cair Sendo O Horror De Si Mesmo!

Ber, exaltado em sua Quedante Loucura, faz-me duvidar...

Duvidar de toda a Celestialidade...

Duvidar da minha antiga Condição Angélica Elevada...

Duvidar de Ti, Meu Pai Em Sopro...

Ber fez-me lembrar de Verdades que não posso negar e nem contestar.

Fiquei tão ciente de que poderia a algo facilmente modificar em minha Nova Caminhada...

Fiquei assim, fiquei, sem nem ao menos Querer me lembrar que impossível será...

Impossível nada é, apenas precisa-se crer...

Creio que Ber, Zaah e Awan não convencerão Alynne de que não vale a pena Ascender...

E nem eles me convencerão a unir-me a eles em seus loucos prazeres...

Esta Louca Missa, porém, diz-me e a Alynne as Mais Inomináveis Verdades...

Alynne ouve, Compreende, se aterroriza com As Visões Da Face Verdadeira Do Homem...

Eu ouço, Compreendo, me aterrorizo com a Visão de mim mesmo tentando auxiliar a um ser humano...

Um comentário:

Defensor, O Maldito disse...

Saudações...
Mesmo com todas as imperfeições, e demais atributos negativos, ainda concordo com Pitágoras, quando ele disse que "O homem é a medida de todas as coisas"
Abraços