domingo, maio 06, 2018

As Poéticas Crônicas De Asin Du An No In - Somente De Mim Vem O Fogo - Canto XCIII


Butterfly And The Dreamer - Cameron Gray


Retire-Se Do Quadro
Bruto E Insensato
Daqueles Que Caem
Apagando Todas As
Altas Chamas Do Ser
Em Largas Portas
De Fel E De Barro.
Atire-Se Vivo,
Verdadeiramente
Mais Do Que Vivo,
Em Direção Ao
Fogo Que Eu Sou.
Atire-Se Vivo,
Magnificamente
Mais Do Que Vivo,
Em Direção Às
Chamas Que Fazem
De Mim
O Que Eu Sou.
Atire-Se Vivo,
Infinitamente
Mais Do Que Vivo,
Em Direção Ao
Abismo De Fogo
Onde Eu Sou
Todo Centro Originador
Da Vida Entre
Todos Os Mortais
E Imortais.
Atire-Se Em Mim,
Buscador Do
Fogo Que Eu Sou,
Sendo Um Amanhã
Que Busca Ser
O Novo Amanhã
Para Toda Fogueira
Na Criação.
Atire-Se Em Mim
Como Infindos
Buscadores Que
Me Encontraram
Incinerados
E Despertos Como
Incêndios Próprios
Para Todos Aqueles
Que Se Inspiram
A Buscar-Me
Atiraram-Se.
Atire-Se Em Mim,
Atire-Se Como
Eu Me Atiro
Em Teu Ser
Elevando-Te Aos Picos
Da Imanifestada
Montanha De Eternas
Chamas Que Giram
Em Meu Interior.
Atire-Se Agora.
Atire-Se Nu.
Atire-Se Desperto.
Atire-Se Fitando
Os Meus Olhos
Enquanto Cai.




quinta-feira, maio 03, 2018

As Poéticas Crônicas De Asin Du An No In - Somente De Mim Vem O Fogo - Canto XCII


Blue Valentine Dreams - Cameron Gray


Seus Medos Precisam
Ser Calados Na Fogueira
Que Acendo Alta
Nos Cósmicos Sendeiros
Do Interior Firmamento.
Medos São Templos
Que Destroçam O Ser
Em Sua Razão
De Pleno Evoluir.
Medos São Tempos
Que Param O Ser
Dentro Das Horas
Do Relógio Da Eternidade
A Bater.
Medos São Terrenos
Cujas Terras
Submetem O Ser
Ao Desabrigo Do Seu
Próprio Existir.
Medos São Termos
Cujas Linhas
Se Inscrevem Entre
Todo Abismo Que
Aborta O Ser.
Sejas Acima
Do Medo
E Se Incendeie
Na Coragem Que
Tua Alma Possui.
Tua Alma Deve Ser
Somente Incendiada,
Incendiada Nas
Sementes De Tuas
Manhaa Liberta
Das Prisões Longe
Do Meu Livre Fogo
A Ser Sempre
Absolutamente
Libertador.
Tua Alma Valente
Na Guerra Pelo
Ascender Até O Meu
Incendiário Ser.
Tua Alma
No Incêndio
Que Proponho A Ti
Ser Como Eu Sou
No Interior Dos
Internos Firmamentos.
Meu Interior,
Meu Firmamento,
Ondas De Calor
Que São Verões
De Eterno Vigor
Para Os Que Estão
No Sol A Crear
Que Eu Sou.
Cale Teu
Menor Eu.
Grite No Teu
Maior Eu.




quarta-feira, abril 11, 2018

As Poéticas Crônicas De Asin Du An No In - Somente De Mim Vem O Fogo - Canto XCI


Mourning Star - Cameron Gray


Em Meu Pensamento
Todo O Kosmos É
A Raiz Soberana
Determinante Única
De Cada Fogo Aceso
Nas Almas Que Dançam
Entre As Harmonias
Do Meu Ser.
Em Meu Pensamento,
O Determinado Pensamento
De Todas As Origens
E De Todos Os Fins,
Aqueles Que Se Voltam
Para O Além Daquilo
Que Queima Em Si
Encontrarão A Soberania
Do Fátuo Existir.
Em Meu Pensamento,
Onde Eu Sou
O Que Sou,
Onde Eu Vejo
O Que Vejo,
Onde Eu Falo
O Que Falo,
Não Existem Acusações,
Não Existem Cobranças
E Não Existem
As Tiranias Que Mentem
Na Cinzenta Matéria
Sobre Quem É Este
Fogo Que Vos Fala.
Eu Sou O Pensamento
Eternamente Fogo,
Fora Do Alcance Dos
Que Mentem Sobre Mim,
Dentro Daqueles Que
Recebem Em Si
A Minha Voz Interior.
Eu Sou O Pensador
Eternamente Ardente,
O Verbo Do Verbo
De Cada Verdadeira
Revelação Sagrada
Que Dou Aos Mundos
Sobre O Meu Interior
Tu És Um Pensamento
Eternamente Meu,
Atos Da Minha Mente
Que Se Processam
Eternamente Ativos
Na Cósmica Expansão.
Tu És Um Pensador
Eternamente Adormecido
Enquanto Não Souber
Verdadeiramente Pensar
Abandonando As Ilusões
Da Matéria Exterior.
Pense E Se Incinere.
Pense E Incinere.
Pense E Seja Fogo.
Pense E Seja Como Eu.
Pense E Seja Verdadeiro
Como Eu.




quarta-feira, abril 04, 2018

As Poéticas Crônicas De Asin Du An No In - Somente De Mim Vem O Fogo - Canto XC


Pleasure And Pain - Cameron Gray


Planto As Maiores Flores
Nos Corações Universais
Em Chamas Manifestando
O Supremo Fogo
Que Nasce Do Meu
Infinito Eu.
Planto As Flores
Nos Jardins Internos
Daqueles Que Sobem
As Escadarias Em Direção
Ao Meu Próprio
Jardim Interior.
Planto As Flores
Que Crescem Gerando
Outras Flores
Nos Fátuos Corações
Que Olham Para Dentro
Do Meu Coração.
Planto As Flores
Que Revelam O Prazer
Que Nenhum Idioma
Irá Traduzir,
O Prazer De Estar
Dentro De Mim.
Planto As Flores
Que Fazem Suportar
A Dor Que O Interior
Sente Ao Abandonar
As Materiais Ilusões
Do Material Torpor.
Planto Flores,
As Cósmicas Flores
Tão Brilhantes Quanto
As Estrelas Que Moldo
A Partir Das Chamas
Do Meu Eu.
Planto Flores,
As Cósmicas Flores
Tão Luminosas Quanto
Os Sóis Que Moldo
A Partir Das Chamas
Do Meu Ser.
Planto Flores,
As Cósmicas Flores
Tão Povoadas Por Mim
Quanto Os Mundos
Que Continuo Moldando
A Partir Das Chamas
Do Meu Existir.
Planto Flores,
Iniciadoras Flores,
Mediadoras Flores,
Eternas Flores,
Nos Campos Da
Existencialidade.
Eu Sou A Flor
Que Eu Mesmo Planto,
O Cósmico Jardineiro
Pondo Fogo
Em Todos Os Campis
Da Criação Em Expansão
Por Inteiro.




sexta-feira, março 09, 2018

As Poéticas Crônicas De Asin Du An No In - Somente De Mim Vem O Fogo - Canto LXXXIX


As Romance Dreams Fly - Cameron Gray


Vibrando Ao Cantar
Das Altas Coroas
De Todos Os Mundos,
Acendo A Chama
Que Pelo Kosmos
Que Eu Sou
Há De Se Perpetuar.
Vibrando Ao Cantar
Das Altas Visões
De Todas As Estrelas,
Acendo A Chama
Que Pelo Kosmos
Que Eu Sou
Há De Se Interiorizar.
Vibrando Ao Cantar
Das Altas Vestes
De Todas As Galáxias,
Acendo A Chama
Que Pelo Kosmos
Que Eu Sou
Há De Se Expandir.
Vibrando Ao Cantar
Das Altas Virtudes
De Todos Os Universos,
Acendo A Chama
Que Pelo Kosmos
Que Eu Sou
Há De Se Traduzir.
Vibrando Ao Cantar
Das Altas Presenças
De Toda A Criação,
Acendo A Chama
Que Pelo Kosmos
Que Eu Sou
Há De Se Irradiar.
Eu Vibro No Fogo
Que Eu Sou
Como A Imanifestada
Imagem Perfeita
Dos Verdadeiros Mundos,
Das Verdadeiras Estrelas,
Das Verdadeiras Galáxias,
Dos Verdadeiros Universos,
Da Criação Toda
Na Qual Tudo
Que De Mim Se Manifesta
É Por Mim Espelhado
E Por Mim Refletido.
Eu Sou O Reflexo
De Todos Os Reflexos
Pulsantes Nas Chamas
Que Acendo.
Eu Sou O Espelho
De Todos Os Espelhos
Respirantes Nas Chamas
Que Acendo.
Pulso,
Respiro
E Vibro
Como O Fogo
Que Em Ti
Acendo.